1.29.2010

Porque somos Glamour to Kill?

Estamos já com praicamente dois meses de blog, sendo que antes eu postava no Meninas Magras. Eu decidi fazer esse post hoje pra esclarecer um pouco mais a proposta desse blog, que muitas vezes acaba não ficando muito clara ou passando por algum mal entendido.

No Meninas Magras, eu entrei como convidada de uma amiga, e a proposta era falarmos de emagrecimento. Acabei chamando a Pri pra ser colaboradora, e o blog evoluiu para um blog de moda tambem. Mas ocorreram desavenças no modo de pensar das organizadoras, e eu resolvi sair pra fazer tudo do meu jeito, do jeito que eu acredito, e com isso nasceu o Glamour to Kill.

Porque escolhemos esse nome? Bem, vamos tentar mais ou menos explicar... Blogs de moda, com review de maquiagens, roupas de celebridades, emagrecimento, e etc existem aos montes, e eu acho que atualmente as mulheres estão ficando muito confusas com a quantidade de informação jogada para elas. Chega uma hora que não sabemos mais o que queremos de verdade, ou se estamos seguindo alguma tendência por osmose.

Então, eu cheguei numa conclusão de que existem 3 tipos de mulheres: (totalmente generalizando)

Tipo 1: Um tipo comum, a mulher que segue as tendências a risca, compra as roupas de marca, não sai da academia, faz dietas extremamente restritivas, tudo isso tentando chegar naquele padrão inalcançavel que a midia impõe. Elas acereditam que todo aquele glamour realmente existe, não param pra pensar que no mundo da moda, em fotografia, televisão, as coisas são extremamente plásticas, as chances daquilo que vemos de existir ou não é muito remota. Elas viram escravas da beleza.

Tipo 2: Assim como temos a indústria da moda ditando o que é bom ou ruim, temos as redes de fast foods oferecendo cada vez mais opções, a indústria alimentícia incentiva uma alimentação completamente desregrada, e os pais cada vez pecam mais com a educação alimentar de seus filhos, fazendo com que eles se acostumem com uma alimentação completamente desregrada. Muitas mulheres, ao se considerarem fora dos padrões se sentem completamente complexadas, excluídas, muitas sofrem ou sofreram algum tipo de bullyng em seus meios sociais. Do tipo, discriminar negro é castigado compunição severa, afinal de contas "eles não têm culpa de serem negros" mas discriminar pessoas por determinados tipos de aparência, como por exemplo ser gorda, ta de boa, porque as pessoas acreditam que o gordo tem culpa de ser gordo. Cada um quer viver na sua bolha chamada ego, numa tentativa de humilhar as pessoas pra se enaltecer, e nessa humiilhação, a pessoa simplesmente rebaixa o outro, ela não sobe de patamar.
Ao invés das pessoas se ajudarem, elas fazem questão de fazer o outro se sentir mal, de excluir... isso é um absurdo.
Enfim, essa mulher acredta que jamais chegará a esse padrão, e relaxa com sua aparência. Engorda mais, não se preocupa em cuidar do cabelo, da pele, do que veste, das unhas, enfim... é como se ela fosse indigna de entrar nessa batalha perdida.

Tipo 3: A mulher que tira os cabrestos. Ela gosta de si mesma do jeito que é. Ela quer melhorar, mas sabe o padrão de beleza que seu tipo físico é capaz de atingir. Ela se cuida, pode frequentar a academia, mas se está cansada um dia, ela nem se encana. Ela  modera no que come, e no fim de semana se permite a comer coisas que lhe dão prazer. Ela se veste bem sem gastar muito, ela se cuida, se maquia com produtos que estão dentro de suas condições financeiras, ela está antenada com as tendências da moda, mas ela escolhe o que vai usar no final das contas. Ela se preocupa, acima de tudo com o seu bem estar, com sua saúde.

Deu pra notar que eu já fui o tipo 2, já tive bastante contato com o tipo 1, e depois que o fato de eu estar obesa me incomodou muito, eu emagreci com reeducação alimentar, sempre com auxílio de algum profissional, e consegui me tornar o tipo 3. Não me considero uma mulher bem resolvida, mas me considero uma mulher feminina, um ser humano que se preocupa em estar com saúde muito mais do que se aquela calça entraou não. Eu viajo e nem ligo pro que estou comendo, e quando volto continuo a minha reeducação alimentar, minha malhação como se nunca tivesse parado. Eu faço o que me da vontade, eu visto o que eu acho bonito, eu não tenho pressa, mas quero pesar 60 e entrar numa calça 40. Eu odiaria perder minhas curvas que meu namorado adora só porque a mídia diz que ser magra é a oitava maravilha do mundo, e a minha vida, meu bem estar melhorou absurdamente só de modificar meu jeito de enxergar e viver a vida, e meu compromisso aqui é passar tudo isso para outras mulheres.

Por isso nunca divulguei esse blog como sendo um blog sobre moda, ele começou sendo um blog sobre emagrecimento, evoluiu para universo feminino quando comecei a abranger mais os assuntos, a falar mais sobre maquiagem... O nome Glamour to Kill é uma crítica a essa mídia manipuladora e às pessoas que se deixam manipular. Minha intenção é abrir os olhos de todos para o que realmente é importante, os cuidados que nosso corpo vai sentir falta quando tivermos na casa dos 50 anos.

Agora, no estágio em que estamos, posso dizer que esse blog é sobre tendência e comportamento, posto coisas sobre emagrecimento, universo feminino, mas percebi que também gosto de falar do globo de ouro, dos fashion weeks que rolam pelo mundo, sobre celebridades, sobre BBB, sobre filmes e até sobre o psicológico do ser humano.

E eu sou muito grata a esse espaço que nossa geração nos oferece. Na internet nós podemos expor o que pensamos, lançar novas modas, novos gostos sem depender de panelinha, sem depender de ser jornalista, de ter uma editora. Eu passo muitas horas por dia completamente dedicada a esse blog, pesquisando, mexendo no layout, dvulgando, tiro dinheiro do meu bolso pra comprar produtos, testar e falar deles aqui, pra comprar coisas pra sortear aqui, porque foi assim que eu encontrei a melhor maneira de chegar até vocês, de me fazer ser ouvida, de demonstrar minha gratidão aos elogios que eu tenho ouvido. 

Desde pequena, eu vivia escrevendo contos, com 11 anos era dona da revista da escola, eu tinha máquina de escrever, escrevia contos de suspense, fanfics, sempre escrevi em diário. A minha paixão é escrever. Mas escolhi estudar Psicologia, porque eu gosto muitode estudar o comportamento humano, e eu gostaria de trabalhar com algo que pudesse vir a ajudar as pessoas. Eu gosto de abordar coisas que são esquecidas. As pessoas pensam muito em saúde física, mas esquecem da saúde mental. E acho que se elas se preocupassem com isso, teríamos menos problemas de convivência.
E esse blog pra mim está realizando tudo isso, é um espaço onde eu consigo expor as minhas idéias, onde eu mantenho um compromisso, e fazer duas coisas que eu amo: ajudar as pessoas e escrever.



4 comentários:

P disse...

Adorei! Escreveu super bem e concordo com vc! Vou virar leitora assídua! :)

29 de janeiro de 2010 10:06
Deyse Joyce disse...

Nossa adorei!!!

Banho de autoestima rsrs gostei mto!!!! Acho que vc ta certa na parte em que as pessoas so se preocuram com o bem estar fisico e esquecem do mental,adoro malhar,me maquiar cuidar do cabelo,pele etc mas tem coisa melhor que se um livro,ver um bom programa de TV,sair com pessoas que gostamos!!!!!

Parabens viu,da uma passada no meu blog se gostar q quiser vira seguinda ficarei muito feliz!!!

http://deysejoyceblog.blogspot.com/

Bjins

29 de janeiro de 2010 15:02
Marcinha disse...

VC ARRAZOUUUUUUUUUUUUU
COMO SEMPRE, ADOREI O Q VC ESCREVEU!!!
TENHO MUITO ORGULHO DE SER SUA MÃE!
TE AMO...
Bjs da MaMy!

1 de fevereiro de 2010 16:59
Helene disse...

Oi, tudo bom ?? Adorei o que vc escreveu, eu sou magrinha pq é da minha genética mesmo, mas eu fui vítima de bulling, e sei como isso é horrível, já tive amigas gordinhas, baixinhas, altas, negras, e nunca fiquei discriminando por isso, mas eu tbm sofri mto.
Se eu fosse uma pessoa rancorosa e ignorante eu poderia mto bem chegar e fazer o mesmo com os outros já que fizeram cmg, mas não, eu não faço, pq sei que é isso que me torna uma pessoa melhor que eles.
Então, gostaria de saber se vc tem msn ou algo do tipo, pra fazer amizade xD

19 de abril de 2010 18:19

Postar um comentário

Obrigada pela visita!

Ao fazer seu comentário, ele será moderado para então ser postado aqui. Nos comprometemos em repsonder os comentários assim que possível. Os comentários serão respondidos aqui mesmo.

Pense bem sobre o que comentar, estamos dispostas a responder dúvidas ou algo que você tenha a acrescentar ao post.

Não aceitaremos os seguintes tipos de comentários:

- Propagandas/Auto-Promoção

- Gosserias/Críticas não construtivas

- Comentários anônimos

- No momento não estamos aceitando selinhos. Eu sei que é um presentinho e tal, e agradecemos muito pelo carinho, mas nós estamos sempre fazendo o possível para manter o nosso layout o mais limpo possível para uma melhor visualização das nossas leitoras, e se formos colocar todos os selinhos que recebemos na página principal, vai ficar poluído e demorar um ano pra carregar. Então, por favor não insistam!

@glamtokill no Twitter

 

Posts Comments

© 2009 ·Glamour to Kill by TNB